7 de setembro de 2017

Especial Semana da Pátria | 7 nacionais de fantasia que estão na minha lista

O SI&F está com ritmo reduzido, mas hoje é 7 de setembro e com a Bienal Internacional do Livro acontecendo no Rio de Janeiro, a data não podia passar em branco. Assim, decidi reunir uma lista com 7 livros nacionais que estão na minha lista de leitura e de desejados.

Ano passado eu já tinha feito algumas recomendações, e claro que elas ainda estão valendo (você pode encontrar ainda mais recomendações na tag Literatura Nacional), mas hoje eu queria focar nos lançamentos mais recentes.


Então aqui vão 7 livros que estão na minha lista de leituras, ou na lista de desejados:

1 | Guanabara Real: A Alcova da Morte



Sinopse: Brasil, 1892. Durante a noite de inauguração da estátua do Corcovado, um horrendo crime toma de assalto a alta sociedade carioca. Para resolver o mistério, a investigadora particular Maria Tereza Floresta, o engenheiro positivista Firmino Boaventura e o dândi místico Remy Rudá terão de se embrenhar numa perigosa trama de poder e corrupção. O que parece mais um caso, aos poucos se revela um plano que põe em risco o futuro de todo país e para impedi-lo, a agência de detetives Guanabara Real terá de usar toda a sua perícia para solucionar os enigmas tecnológicos e os mistérios arcanos da sangrenta Alcova da Morte!
Uma trama de investigação policial. Um enredo de ficção científica. Um crime de horror sobrenatural. Três autores, Três heróis, em um Rio de Janeiro que nunca existiu! (Fonte: Skoob)

Escrito por Enéias Tavares, Nikelen Witter e A. Z. Cordenonsi, o livro mistura investigação policial, ficção científica e terror, e a sinopse ainda promete um elenco de personagens bem interessante. O tipo de mistureba de gêneros que eu adoro. E ainda tem um episódio no podcast Curta Ficção em que os três autores comentam como foi o processo de escrita do livro, que me deu ainda mais vontade de ler e é bem interessante para escritores.

1 de setembro de 2017

Livros Nacionais & Independentes | Shimandur: A cidade da chuva

Shimandur: A cidade da chuva, de Caio Alexandre Bezarias, é uma fantasia inspirada na forma como São Paulo administra seus cursos d’água. Conheça o livro:

Título: Shimandur: A cidade da chuva
Autor: Caio Alexandre Bezarias
Ano de publicação: 2015
Editora: Devir Livraria
Número de páginas: 160
Adicione: Skoob | Goodreads
Sinopse: Uma cidade amaldiçoada pela chuva. Em Shimandur a água, fonte da vida, desperta poderes mágicos escondidos no solo para trazer caos e morte. A cidade que um grupo de adolescentes quer libertar da maldição que esmaga a vida de todos. Shimandur é a maior, mais rica e poderosa cidade do Valesh, o continente meridional do mundo fictício desta narrativa de fantasia urbana. Mas essa metrópole é conhecida e citada menos por seu poder e riqueza, do que ser terrível e fabulosa. Uma cidade repleta de magia e de magos, em um mundo em que a magia tornou-se escassa, temida e admirada. A cidade amaldiçoada. O lugar em que água da chuva, ao tocar o solo carregado de manah — a misteriosa força primordial, “o sangue, a essência do universo” — convoca milenares torres gigantes das profundezas da terra para rasgar as ruas, destruir e esmagar, transforma cadáveres e ossadas de animais em monstros sanguinários. Uma cidade em que um festival de horrores e morte sempre retorna a cada tempestade ou chuvisco. Assim é há mais de cem anos. Alex e seus amigos sobrevivem em Shimandur, não mais suportam suas vidas e sua cidade e querem que tudo seja diferente. Uma noite, em uma taverna decrépita encontram Charles, um estranho músico que diz saber como atingir a Torre Máxima, o centro da Floresta dos Pesadelos Encarnados, de onde, conta-se nas ruas, parte a maldição que castiga a Cidade da Chuva. Uma história de fantasia sobre a busca por viver sem medo e o que acontece a um povo que trata a água e o mundo natural com desrespeito.