14 de novembro de 2016

Resenha | Eu Vejo Kate

Título: Eu Vejo Kate
Autor: Claudia Lemes
Ano de publicação: 2015
Editora: Empíreo
Número de páginas: 392
Compre Eu vejo Kate
Sinopse: A HISTÓRIA RECOMEÇA
Há um ano, Blessfield, uma pacata cidade do interior da Flórida, enterrou 12 mulheres vítimas do violento e cruel serial killer Nathan Bardel. Ele foi julgado, condenado e morto. Mas antes que as feridas da cidade pudessem cicatrizar, um novo assassino em série surgiu. Mais violento. Mais cruel. Usando o mesmo método que seu antecessor. E ele tem uma obsessão: ela.
ALVO NA MIRA
Kate é uma escritora imersa na produção da biografia do assassino em série Nathan Bardel. Enquanto ela mergulha de cabeça na sombria vida do serial killer, ele próprio passa a acompanhá-la vivenciando as experiências conturbadas de sua biógrafa. À medida que se aprofunda nos mistérios de Bardel, Kate desperta outro assassino. Ela não sabe, mas sua vida corre perigo.
SERIAL KILLER X SERIAL KILLER
Desde que Kate decidiu escrever a história de sua vida e de seus assassinatos, Nathan Bardel percebeu que mesmo depois de morto, poderia acompanhá-la. Ele vê Kate. Ele lê Kate. Ele a decifra enquanto ela o investiga. Quando Nathan descobre que um novo assassino está imitando seu método e assassinatos, fica furioso. Aquilo tudo lhe pertencia, foi sua criança e ninguém estava a altura de copiá-lo. Agora ele tem uma nova meta: encontrar o imitador.
CAÇADOR DE MONSTROS
Um agente especial do FBI que tem a capacidade de observar a cena de um crime e definir o perfil do criminoso, Ryan é um dos melhores profilers do país. Mas toda sua experiência será colocada à prova na busca pelo serial killer que não deixa pistas. Expert em Bardel, e envolvido com Kate, o detetive com um passado sombrio se vê mais uma vez numa investigação que pode terminar de forma trágica.

Kate Dwyer é uma escritora empolgada com seu novo projeto: a biografia de Nathan Bardel, serial killer cruel que foi executado há quase um ano. Ela imerge totalmente no trabalho: dedicou uma parede de sua casa às vítimas de Bardel, conseguiu uma entrevista com Ryan Owen, o agente que cuidou do caso e por algum motivo misterioso foi afastado do seu cargo, e até fez uma visita à casa em que Bardel morou na infância, em Blessfield — a mesma cidade de onde veio Kate.

O projeto ia muito bem até que, de súbito, a editora de Kate desiste do projeto e lhe pede para parar de escrever a biografia. Ela também recebe uma ameaça anônima e, como se não bastasse isso, sua vizinha é assassinada. E, aparentemente, existe um imitador de Nathan Bardel andando por aí.

Eu Vejo Kate é narrado em primeira pessoa, alternando-se entre os pontos de vista de Kate, Ryan e Nathan — o que deu um toque de realismo fantástico bem interessante à história. É o tipo de escolha narrativa que não costuma me agradar porque muitas vezes eu acabo confundindo a narrativa de um personagem com a de outro por elas serem praticamente iguais, mas aqui não existe esse problema: a autora teve o cuidado de dar uma voz diferente a cada um dos personagens.

É também uma narrativa ágil, que não se perde em descrições ou explicações desnecessárias, ao mesmo tempo sem ser rasa ou recorrer ao tell. Os diálogos são bons e soam naturais, realistas.

O enredo, cheio de mistério e tensão, me prendeu desde o início. É bastante notável que a pesquisa foi muito bem feita (no prefácio, a autora conta que passou 10 anos pesquisando). Além disso, a trama foi bem arquitetada e as pistas bem colocadas. Só me incomodou um pouco que, por causa de algumas delas, eu tenha previsto uma das grandes revelações, o que me tirou o gostinho de ter a surpresa e pensar “como eu não percebi isso antes, estava bem na minha cara?” Mas não foi nada grave, pois várias outras reviravoltas me surpreenderam nesse livro.

Os personagens são bem caracterizados e bem explorados. São ótimos personagens, daqueles que convencem como seres humanos e têm seus defeitos. Aqui não há maniqueísmo, nem no caso dos serial killers. Existem apenas sentimentos humanos, como o ódio ou o medo. Aliás, gostei bastante da forma como personagens como Kate e Ryan, que podem ser vistos como pessoas comuns, foram levados a extremos e tiveram a oportunidade de mostrar o pior de si. Achei interessante, ainda, como Nathan conseguia justificar para si mesmo os crimes que cometia.

A única coisa que me incomodou em relação aos personagens foi a forma como o romance foi desenvolvido. Está longe de ser o romance meloso e idealizado que já vi em muitos outros livros; pelo contrário: são duas pessoas que se gostam e fazem planos juntas. A minha ressalva é com o fato de terem pegado intimidade muito rapidamente, depois de terem interagido apenas algumas poucas vezes. Não sei se é uma coisa pessoal (eu sou do tipo que demora meses para começar a me sentir amiga de uma pessoa, por exemplo), ou quem sabe cultural, mas acabou não me convencendo.

O livro é ambientado nos EUA e, apesar de eu nunca ter estado lá, é perceptível que foi uma ambientação muito bem feita e pesquisada. A revisão ficou muito boa: só topei com um ou dois errinhos de digitação no livro todo.

O final me agradou bastante. Trouxe ação e reviravoltas na dose certa, trazendo resoluções críveis para as enrascadas em que os personagens se meteram. Em resumo, Eu Vejo Kate me agradou bastante e eu não conseguia parar de ler (finalizei em um único final de semana). Já estou ansiosa para ter em mãos o mais recente lançamento da autora, Um Martini com o Diabo.

Avaliação:

Trama: 4
Narrativa: 5
Personagens: 5
Caracterização: 5
Coerência: 5
Criatividade: 5
Revisão: 5




Assine a newsletter
Receba em seu e-mail, mensalmente, novidades para escritores, leitores e blogueiros, conteúdo exclusivo e os últimos posts do SI&F.

ou siga as atualizações do blog nas redes sociais:
Facebook | Twitter | Google + | Instagram | Pinterest

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...