2 de agosto de 2016

Resenha | Filhos da Lua

Título: Filhos da Lua: o Legado (volume 1)
Autor: Marcella Rossetti
Ano de publicação: 2015
Editora: Independente
Número de páginas: 560
Sinopse: Você consegue imaginar que a vida que te ensinaram a viver pode não ser aquela para a qual nasceu? Que tudo o que acredita pode não ser inteiramente verdade? E que existem criaturas conhecidas como trocadores de pele vivendo entre nós?
Em Filhos da Lua: o Legado, você descobre um novo universo de fantasia urbana, tendo como cenário inicial a cidade de Santos, em São Paulo. A autora apresenta uma aventura cheia de mistérios cuja personagem principal é Bianca, uma adolescente que não imagina que sua chegada na cidade desencadearia uma série de acontecimentos capazes de transformar completamente a sua vida e revelar os segredos de um perigoso mundo.

Conheci Filhos da Lua em um dos muitos eventos online sobre literatura nacional de que costumo participar. Ganhei marcadores da série nesse evento e, como a premissa me interessou (e como achei a ilustração linda), assim que o livro ficou gratuito na Amazon, não tive dúvidas. E não me decepcionei nem um pouco.

Marcadores que ganhei da Marcella Rosseti em um evento literário.

Filhos da Lua pode, no início, ser muito parecido com Harry Potter, mas aos poucos essa impressão se desfaz. Bianca Fernandes acredita ser apenas uma adolescente normal (ou quase normal, já que sofre de sonambulismo) que está tentando se adaptar a uma nova cidade e um novo colégio. Ela inclusive é órfã e acredita ter perdido a mãe e o padrasto em um assalto, sendo que nunca conheceu o pai.

Bianca por isso vive com Laura, filha de seu padrasto e, para todos os efeitos, sua irmã. A princípio devido ao trabalho desta como restauradora, mudam de cidade em cidade conforme Laura assume novos projetos, e há pouco tempo se instalaram em Santos, no estado de São Paulo. Bianca se enturma em sua nova escola, conhecendo personagens que se revelam muito importantes no decorrer da trama, como Nicole, Lucas e Julian, e aos poucos vai se enredando em mistérios e perigos que logo lhe trazem uma revelação: ela é uma Karibaki, o nome com que a autora decidiu chamar seus lobisomens.

Gostei muito dos Karibakis e da maneira como a autora construiu a espécie, seus poderes e sua história e cultura. Eles são divididos em diversas linhagens e, como é comum em muitas histórias de fantasia urbana, escondem sua condição da sociedade em geral e até mesmo têm um lugar próprio para viver. E isso tudo é muito bem explorado ao longo de todo o enredo.

Enredo este que é bem interessante e foi bem bolado, com mistérios que se desvendam aos poucos, boas cenas de ação e excelentes reviravoltas. Como é uma história adolescente, há, é claro, um pouco de romance, mas em nenhum momento eu senti que ele tomou mais espaço do que deveria (embora eu não tenha gostado muito do triângulo amoroso). Inclusive os Karibakis têm regras bem restritas quanto ao romance, então mesmo esta parte se mostrou necessária e bem aproveitada.

Além disso, a história tem bons personagens e as relações entre eles são bem construídas, então não temos amizades ou namoros surgindo do nada. Gostei especialmente da relação entre Bianca e Laura. Como a narrativa é em terceira pessoa, ela se alterna entre alguns dos vários personagens, por isso é possível conhecer ao menos um pouco de cada um, o que foi um ponto muito positivo.

E eu gostei muito da narrativa. A revisão tem alguns deslizes (principalmente períodos separados por vírgula, quando estes exigiam ser separados em duas frases distintas por ponto final e uso de palavras como “ontem” e “aqui”, que numa narrativa em terceira pessoa soaram estranhas) e algumas construções são repetitivas, como esta, logo no primeiro capítulo:

“Sentiu um aperto no estômago, Laura estava com medo”.

Aqui a autora conta que Laura estava com medo, ainda que na mesma frase tenha mencionado uma sensação que poderia já indicar o medo. Mas de resto não tenho de reclamar, pois a escrita não é apressada e se detém nas cenas e personagens pelo tempo necessário para envolver o leitor e explorar todo o potencial. E, com a trama extensa e o grande número de personagens, além de um novo universo para ser apresentado, as 560 páginas realmente se fazem necessárias.

A ambientação também é excelente. As localidades em Santos foram citadas de maneira natural, sem dar direções demais e ao mesmo tempo sem deixar o leitor (especialmente para quem não conhece a cidade) perdido. O Refúgio, o lar dos Karibakis, de início pode também lembrar Hogwarts, mas é bem diferente com sua tecnologia de ponta e sua filosofia voltada para o combate. Aliás, a adaptação de Bianca ao refúgio e aos costumes dos Karibakis foi retratada de maneira bem realista: devido ao seu atraso, ela sente dificuldades para acompanhar sua turma e muitas vezes passa vergonha pela falta de conhecimento sobre a cultura de sua raça. 

O final traz muitas cenas de ação, uma revelação importante e fecha o primeiro volume de maneira satisfatória. Foram deixados ganchos para os próximos volumes, mas sem passar a impressão de que o livro é incompleto, apenas uma parte de um todo.

Em resumo, Filhos da Lua foi uma leitura que me agradou muito e uma excelente (e corajosa, se considerarmos as 560 páginas) estreia. Mal posso esperar para conferir a continuação.

Avaliação:

Trama: 5
Narrativa: 4
Personagens: 4
Caracterização: 5
Coerência: 5
Criatividade: 4
Revisão: 3


ATUALIZAÇÃO: conversei com a autora e ela me disse que o livro agora será publicado pela editora Avec, e por isso passou por uma nova revisão. Então os problemas que comentei, em relação à escrita, dizem respeito à primeira edição, publicada de forma independente. Se você adquiriu o e-book pela Amazon, basta atualizá-lo (se isso já não tiver sido feito automaticamente).

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...