11 de julho de 2016

Resenha | Sombras

Título: Sombras
Autor: Jana P. Bianchi
Ano de publicação: 2016
Editora: Independente
Número de páginas: 40
Sinopse: Um lobisomem pressente quando vai morrer. Esta é a história de Domenico Trovatelli, o lobisomem mais velho do mundo. Enquanto se prepara para sua última transformação em um convento no interior de Minas Gerais, Nico conta sua história. Uma história de espada e magia, sangue e flores, lealdade e amor.

Sombras é um conto não muito longo, mas bem marcante. Como a sinopse já resume bem, trata de uma reunião entre lobisomens, incluindo o já conhecido Tito Agnelli, para a despedida de Domenico Trovatelli, o lobisomem mais antigo do mundo, que pressente sua última transformação. A história é ambientada em Minas Gerais, mas o foco é no passado de Domenico, que ele revela aos amigos ao longo do dia. Dessa forma, a história se divide entre a reunião no convento em Minas e os acontecimentos passados da vida de Domenico.

E esse passado é muito interessante, tendo início em sua transformação e passando por alguns momentos históricos — o que inclui a releitura de uma das lendas mais famosas da literatura fantástica, que foi feita de forma criativa e completamente inesperada. É muito interessante ir virando as páginas digitais e aos poucos ir reconhecendo os elementos, e aqui o conto ganha muitos pontos.

Em relação aos personagens, o foco é em Domenico, embora boa parte da história seja contada sob o ponto de vista de Tito. E ambos foram bem explorados, considerando a extensão do conto. Quanto aos demais, não foram dados muitos detalhes, mas todos pareceram reais, convincentes e interessantes; mesmo com poucas palavras, a autora conseguiu dar características distintas e marcantes a cada um deles.

A escrita e a revisão, como eu já esperava, são impecáveis. Quanto à narrativa, entretanto, senti falta do uso de um pouco mais de pistas olfativas, uma vez que se trata de lobisomens. Mas isso não prejudicou o restante do conjunto: no geral, a narrativa foi bastante envolvente, daquelas que fazem você se sentir dentro da história.

O final, apesar de um pouquinho apressado em relação ao restante do conto, foi muito satisfatório. Não é do tipo que traz grandes reviravoltas, mas, mesmo assim, foi um excelente final, que se encaixou muito bem com toda a história e trouxe uma revelação muito legal, arrematando tanto os acontecimentos do presente quanto os flashbacks.

A única relação com Lobo de Rua são os lobisomens e Tito (e uma pequena menção a um acontecimento da novela que só quem leu vai entender), então é perfeitamente possível ler este conto sem ter lido Lobo de Rua. Mas qualquer uma das duas histórias é um bom lugar para começar a se aventurar pelo universo de Jana P. Bianchi, então o conto está mais do que recomendado!

Avaliação:

Trama: 5
Narrativa: 4
Personagens: 5
Caracterização: 4
Coerência: 5
Criatividade: 5
Revisão: 5


Confira aqui a resenha de Lobo de Rua, e aqui uma entrevista com a Jana, que também é parceira do blog!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...