25 de abril de 2016

Resenha | Ethernia

Título: Ethernia (Legendo of Raython #1)
Autor: Kamila Zöldyek
Ano de publicação: 2015
Editora: Independente
Número de páginas: 230
Sinopse: Você acredita em destino?
Acredita que duas pessoas que nasceram e cresceram em condições e lugares inversos podem ser destinadas a encontrar e mudar a ordem de todas as coisas?
A história de Raikou e Elektra começa assim. Ela, princesa entediada. Ele, escrivão do imperador inimigo. Duas vidas que corriam em direções opostas e aparentemente intangíveis.
Elektra resolveu sumir de Raython depois de uma das comuns brigas com seu pai, porém não imaginou que cairia no território de Ethernia, império que está em guerra contra o seu há séculos. Muito menos imaginou que encontraria Raikou, o insolente de olhos azuis, que se dispôs a ajudá-la, por motivos que ela queria descobrir.
Seu encontro foi apenas o começo dos fatos que mais tarde foram cantados sob o nome de “A lenda de Raython”, ou Legend of Raython na língua local, e Ethernia é o primeiro volume de sua narrativa.
Pronto para começar a acreditar em destino?

Eu li esse livro há bastante tempo, durante uma das maratonas do Me Livrando — aliás, acho que a primeira de que participei —, mas estou postando a resenha só agora. Foi uma leitura rápida, que fiz em menos de um dia, e apesar de no geral eu ter gostado da história, alguns pontos me incomodaram.

O livro se alterna entre duas ambientações: Raython, o reino de Phyreon e sua filha Elektra, e Ethernia, o reino de Lothus, irmão de Phyreon e seu inimigo. No prólogo, já somos apresentados ao problema: a princesa Elektra mais uma vez está fugindo de seu pai e de Raython, e dessa vez é bem sucedida. Entretanto, não domina muito bem a magia Sellphir (teletransporte), por isso vai parar justamente no reino Ethernia. E assim a história começa.

O problema desse livro para mim não foi a trama, que até tem elementos interessantes, como a maldição Illumina, além de traições, lutas e surpresas. O problema foi o mesmo que tem me incomodado em muitos livros de escritores iniciantes: a velocidade da narrativa. Ela se utiliza muito do contar, que a deixa superficial e prejudica a trama, os personagens e a ambientação. As cenas seguem passando quase nenhuma emoção e não me fizeram sentir a história, como se eu estivesse dentro do livro vivendo-a junto dos personagens. Em vez disso, sinto como se estivesse olhando de longe, sem conseguir apreciar a história em todos os seus detalhes.

Os personagens também me incomodaram. Achei a caracterização de alguns deles um tanto forçada, como se a autora quisesse que servissem aos propósitos da história, em vez de deixar suas personalidades mais naturais. Senti, ainda, falta de profundidade na maneira como as relações entre eles foram desenvolvidas. Como eu já disse, a narrativa é muito apressada, e não deixa muito espaço para que os personagens mostrem quem são, já que a história avança rapidamente de um conflito para outro.

A caracterização do universo não traz nada de muito diferente do que costumamos ver na fantasia: temos elfos, humanos, magia e várias outras criaturas fantásticas. Isso não é um problema para mim: sempre topo ler histórias que se baseiem em culturas ou mitologias diferentes, mas também adoro elfos, dragões e etc. E a autora até mesmo criou uma cultura interessante em torno disso. O problema, entretanto, mais uma vez se deu pela narrativa: não há tempo e espaço para explorar esses aspectos adequadamente.

Entretanto, a história ainda assim me prendeu e eu gostei de todo o potencial que vi na trama e até mesmo nos personagens. A revisão tem alguns deslizes, mas os erros não estão em número acima do aceitável. O livro possui ilustrações, feitas pela própria autora, e a diagramação ficou muito bonita, especialmente considerando que li em e-book e estes costumam ser bastante limitados em termos de diagramação.

Avaliação:

Trama: 4
Narrativa: 1
Personagens: 1
Caracterização: 3
Coerência: 4
Criatividade: 3
Revisão: 3


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...