20 de abril de 2016

Diário de Escrita #9 | Abril: semanas 1 e 2

Um pouco atrasada, venho compartilhar com vocês o meu desempenho nas duas primeiras semanas de abril (do dia 1 ao 16) nesta edição do Camp NaNoWriMo. O livro em que estou trabalhando se chama A Cidade do Futuro (confiram mais detalhes aqui).


Já adianto que meu desempenho não foi tão bom quanto eu esperava. Como eu aprendi nas edições anteriores que um livro que eu planeje dificilmente fica com menos de cem mil palavras, eu já não tinha ilusões de terminá-lo em apenas um mês. Mas queria adiantar as primeiras 50 mil palavras, que não foi o que aconteceu. Estou com 2 capítulos concluídos e outro pela metade. Menos de dois.

Além disso, o começo do livro não estava funcionando muito bem e por isso tive de fazer uma reestruturação na primeira parte (notei que isso sempre acaba acontecendo comigo: escrevo os primeiros capítulos, então percebo que não está funcionando e tenho de acrescentar, remover e modificar partes). O que significa que o livro na verdade tem bem mais do que as 70 mil palavras que eu tinha previsto.

Confiram abaixo os detalhes do meu desempenho:

Resumo


Média de capítulos por dia: 0,2 (considerando 3 capítulos escritos, já que o atual está ficando grandinho).
Média de palavras por dia: 369 (considerando mesmo os dias em que não escrevi).

Andamento do livro1:


1A porcentagem considera as palavras escritas em relação à previsão atual de palavras para o livro.

Diário de Escrita


01/04/2016: Não escrevi.

02/04/2016: Também não escrevi. Faculdade, como sempre, atrapalhando.

03/04/2016: Procrastinei muito antes de começar, pois não sabia muito bem como fazer isso. Afinal, é um livro novo, com personagens novos. Comecei, por fim, às 2h15 da manhã, quando acionei o Pomodoro (até baixei um aplicativo que já ajusta o alarme de acordo com os ciclos de 25min e as pausas de 5min, para que não tivesse de fazer isso manualmente). Pretendia fazer dois ciclos, mas o dia foi cheio e o cansaço chegou, então me rendi e fiz só um. No fim, extrapolei uns 10 minutos porque a escrita estava fluindo muito melhor do que o esperado: escrevi 839 palavras em pouco mais de meia hora e o texto ficou bem melhor no papel do que estava na minha mente (o que realmente me impressionou). Parei porque estava cansada (principalmente), mas também para que as palavras que estavam na minha mente, ansiosas para pular no papel, me estimulassem a retomar a escrita mais cedo no dia seguinte.

04/04/2016: Não escrevi.

05/04/2016: Também não escrevi. Segunda e terça são dias em que tenho muito pouco tempo para escrever, segunda porque tenho aula à noite, de terça porque não consigo pegar o fretado cedo, então chego muito tarde, e isso acaba prejudicando a minha escrita.

06/04/2016: Comecei a escrever por volta de 21h20. A escrita não fluiu bem no começo e fui interrompida várias vezes. Mas mais para o final da noite tive ideias melhores de para onde direcionar o capítulo 2 e a escrita fluiu melhor, além de ter gostado mais do que escrevi nesse finalzinho de noite (mas precisarei fazer ajustes, claro). Finalizei o dia com 1395 palavras escritas, meu recorde até o momento.

07/04/2016: Comecei a escrever bem tarde por causa de alguns compromissos, e, apesar das novas ideias que eu tinha tido no dia anterior, a escrita não começou fluindo bem. Não gostei muito de uma descrição que fiz e certamente terei que voltar a ela mais tarde. Quando cheguei aos diálogos, porém, a escrita começou a fluir e achei que ia acabar gostando do que escreveria quando finalmente conseguisse finalizar esta parte. Escrevi míseras 181 palavras.

08/04/2016: Retomei a escrita de madrugada (por volta de 0h30) e, como esperava, fluiu melhor, mas ainda assim não tão bem como de costume. Entretanto, gostei do que escrevi, especialmente dos últimos trechos. Foram 808 palavras e o capítulo se encaminha para o fim (e teria sido concluído se eu não tivesse tido uma ideia para um novo trecho que vai me ajudar a explorar os personagens e apresentar melhor o conflito).

09/04/2016: Apesar de ter me empolgado com o novo trecho que tinha idealizado para o capítulo 2, a escrita não fluiu bem. Interrompi o processo várias vezes. Finalizei o capítulo, mas não gostei muito do que foi escrito. Porém, finalmente entendi qual era o problema: queria jogar os personagens direto no conflito, mas ele ainda não era um conflito de fato (estava mais para uma ameaça distante), o que não traria muitas preocupações para a personagem. Além disso, era um problema que atrapalharia muito os objetivos de vida dessa personagem (e também das demais protagonistas), e meu planejamento não incluía trechos em que esses objetivos eram mostrados. Escrevi 855 palavras em um período de cerca de 2h, finalizando o capítulo com 3655 palavras (1655 a mais que o previsto).

10/04/2016: Passei a tarde e a noite trabalhando nas alterações no planejamento, então não escrevi nada. Tive de acrescentar 14 capítulos (que, juntos, somam uma previsão de 40 mil palavras). Os capítulos já escritos não serão descartados (terão de passar por revisão depois), e são, agora, os capítulos 15 e 16.

11/04/2016: Outra segunda-feira em que não consegui escrever nada.

12/04/2016: Também não escrevi.

13/04/2016: Comecei a escrever por volta de 21h30 e parei por volta de 23h30. Fui interrompida algumas vezes, mas foram interrupções rápidas (sou escrava de uma gata siamesa gordinha que vive requisitando meus serviços). Comecei o novo capítulo 1 e no início a escrita não fluiu tão bem, mas, como sempre, o bloqueio sumiu depois de certo ponto e, no geral, gostei do que escrevi (creio que apenas terei de melhorar algumas descrições mais tarde). Fiz, no total, 1334 palavras.

14/04/2016: Outro dia que não escrevi. Mais por procrastinação que por qualquer outra coisa, no entanto.

15/04/2016: Comecei a escrever por volta de 1h15 e parei às 1h55, sendo que escrevi 492 palavras. Pretendia escrever mais, mas a semana foi longa (tive apresentação na segunda à noite e prova na quarta) e eu estava com sono. Apesar do sono, a escrita até que fluiu bem (mas eu tive que resistir à vontade de editar o capítulo, pois não achei que o começo ficou tão bom — sim, mudei de ideia sobre o que tinha pensado no dia 13).

16/04/2016: Escrevi um pouco de tarde, mas para um conto que pretendo enviar a um concurso literário. Foram 455 palavras, mas nem gostei tanto assim do que escrevi, e no resto do dia não retomei nem uma coisa e nem outra.

Em 16 dias, escrevi 5904 palavras para o livro e mais 455 para um conto. Isso representa 12% da meta para o mês (de 50 mil palavras) e 5% do livro (que está previsto para ter, atualmente, 115 mil palavras). Nem preciso dizer que estou ultra atrasada, não é mesmo?

Espero me sair melhor nas próximas semanas, não só de abril como também em maio, e me organizar melhor para conseguir escrever mesmo de segunda e terça e em vésperas de prova.

Bônus


Conheçam minha soberana:

Me vigiando atentamente de cima de seu trono.

2 comentários :

  1. Ótima ideia fazer um diário de escrita! Acho que farei isso no próximo NaNo, quando tentar terminar meu livro ^^ Parabéns pelas palavras escritas, mesmo não escrevendo todo dia, quase 6 mil é bastante coisa!

    Parabéns pelo blog e pelo futuro livro ^^

    http://naiveheart.org

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nesse período de falta de vira-tempos, até que 6 mil palavras não foram um resultado tão ruim! Certamente é bem melhor do que nada. E muito obrigada! Boa sorte para terminar seu livro!

      Excluir

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...