26 de fevereiro de 2016

Contos lidos em fevereiro no Wattpad

Embora use o Wattpad há algum tempo e tenha contos publicados por lá, eu raramente lia contos ou romances de outras pessoas (no máximo um capítulo ou outro de vez em quando). Não acho que a plataforma seja agradável para leituras muito longas, e, como faço a maior parte de minhas leituras no ônibus, o fato de ser online também traz empecilhos.


No entanto, encontrei leituras muito interessantes nos últimos tempos, e sempre que der compartilharei minhas opiniões aqui.

Confiram os contos que li nesse mês que passou:

A Cruzada dos Cavaleiros Negros



Esse conto de Rodrigo Assis Mesquita concorreu no concurso “espada e planeta” e, merecidamente, ficou em segundo lugar. É narrado em primeira pessoa, sob o ponto de vista do rei Ricardo Coração de Leão, e no formato de diário, conta como uma de suas cruzadas foi atrapalhada por uma invasão alienígena.

Neste conto, tudo foi muito criativo, desde a escolha de reproduzir um diário (que foi uma boa maneira de encaixar uma história longa em 2500 palavras) até a maneira como Rodrigo misturou a ambientação medieval e uma invasão alienígena, com seu personagem, Ricardo, procurando desesperadamente encaixar tudo o que via em sua própria concepção de realidade. O final fica em aberto, mas temos todas as pistas necessárias para compreender o que aconteceu.


O conto está agora disponível também na Amazon e pode ser adicionado no Skoob e Goodreads.

Pagamento



Pagamento, de Thais Lopes, também participou do concurso “espada e planeta”. Apresenta uma protagonista muito interessante e bons personagens secundários em uma ambientação bem trabalhada, com boas cenas de ação. Entretanto, a trama foi um pouco prejudicada pelo limite de palavras, e muitas coisas ficaram sem explicação. Apesar disso, gostei muito do conto no geral, e vou esperar pela versão estendida!


O senhor tem um momento?



Outro conto do Rodrigo Assis Mesquita, que está se mostrando um escritor bem produtivo! Esse participou do concurso de terror do Wattpad, e é também muito bom. Como quem acompanha o blog já deve saber, eu tenho um problema com o terror: se a história apresenta elementos que não me assustam, dificilmente vai acabar me assustando ou mesmo me marcando. Mas com esse conto é diferente. Seu propósito não é bem assustar, mas causar desconforto — e nisso ele é competente.

A escolha do tema certamente ajudou muito. Esse conto fala principalmente da vida moderna e da falta de privacidade que a permeia. Estamos sempre sendo observados, monitorados. A privacidade é uma ilusão. E quem nunca se sentiu espionado, seja por seus colegas de facebook, seja pelos próprios pais (apesar de muitas vezes eles quererem o seu bem)? Esse clima foi muito bem construído ao longo de todo o conto, com um final que soou muito adequado.


Este você também pode comprar na Amazon e adicionar no Skoob e no Goodreads.

Meio lobo, meio corvo



Esse conto de Neo Laveroni foi escrito para o amigo secreto do Chimeriane (eu também participei, em breve falarei do meu próprio conto), e, embora eu não tenha sido sua amiga secreta, fiquei curiosa para ler seu conto. É uma fantasia clássica, com ambientação medieval, elfos e humanos. Entretanto, gostei muito do modo como ambas as raças foram trabalhadas, tendo suas diferenças culturais abordadas ao longo da narrativa, mesmo que só de passagem (mas, em um conto, isso deu certo). Além disso, é um conto muito bem escrito, bem detalhado, que envolve o leitor na história, com bons personagens. O único ponto negativo é que o ritmo ficou um pouco prejudicado em alguns momentos: em alguns pontos, achei falta de sentir o medo e a tensão experimentados pelos personagens.


PS: leia aqui sobre o amigo secreto do Chimeriane e confiram também os contos dos outros participantes.


O caminho do traído



O conto foi premiado em um dos desafios de fantasia do Wattpad e, na minha opinião, a premiação foi merecida. A escrita, apesar de alguns pequenos deslizes na revisão, com algumas frases que poderiam ter sido melhor elaboradas, me envolveu e me fez sentir dentro da história, passando todo o clima pesado de um ritual mágico macabro. As informações sobre o ritual e alguns elementos do universo são dadas aos poucos, de maneira natural e sem parecer didáticas demais. Outra coisa de que gostei foi que o ritual foi descrito inteiramente sob o ponto de vista do aprendiz (o protagonista), que não faz questionamentos morais, deixando no leitor aquela dúvida de se aquilo é algo considerado bom dentro do universo do conto ou se é magia negra; gostei desse pequeno elemento.


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...