8 de setembro de 2015

[Resenha] Limbo

Título: Limbo
Autor: Thiago d’Evecque
Ano de publicação: 2015
Editora: Independente
Número de páginas: 165
Sinopse: O Limbo é para onde todas as almas vão após a morte. Além de humanos, deuses esquecidos e espíritos lendários também vagam pelo plano. Muitas almas sabem exatamente onde estão e por que; a maioria, entretanto, ainda tem a impressão de estar viva. A morte é um hábito difícil de se acostumar.
Um dos espíritos residentes no Limbo acorda sem nenhuma lembrança de sua identidade. Ele descobre que a Terra está prestes a ser destruída pelos próprios humanos e fica encarregado de enviar doze almas heroicas de volta. Elas reencarnarão no plano dos homens e tentarão reverter o quadro apocalíptico.Contudo, poucas almas encaram o retorno com bons olhos. O espírito deve, então, forçá-las. Armado, de preferência. Assim, resolve visitar um velho amigo: Azazel, anjo ferreiro e primeiro escolhido da lista.O espírito descobre mais sobre quem realmente é, ouve uma versão completamente diferente sobre a rebelião dos anjos e é presenteado com uma surpresa de péssimo gosto.LIMBO mistura elementos e referências de videogames, RPGs, HQs, animes, mangás, filmes, séries e livros. De Matrix até Final Fantasy, é uma homenagem às influências que marcaram o autor. 

O planeta Terra está, mais uma vez, repleto de ódio e discórdia. Os humanos estão prestes a se destruir. Para que se salvem, precisam de ajuda. Doze almas heróicas precisam reencarnar e, utilizando-se de suas habilidades notáveis, salvar a humanidade de si mesma. Porém, alguns não querem retornar. Outros não sabem que estão mortos. Por isso, uma alma foi acordada. Não tem memórias, não lembra nem mesmo do próprio nome, mas sabe qual é sua missão: ir até cada uma das doze almas e convencê-las a reencarnar, muitas vezes precisando forçá-las. Em sua jornada, a cada encontro, vai lembrando um pouco mais de si mesmo.

A trama é simples, sendo que o misterioso protagonista, a cada capítulo, visita uma nova alma, sempre na companhia de Cacá, o Deus abissal de nome impronunciável que habita sua espada e, com seus comentários irônicos, adiciona muitos momentos engraçados à história. Todos os capítulos seguem praticamente a mesma estrutura, mas o autor conseguiu fazer com que isso não ficasse repetitivo, mas sim interessante (e muito satisfatório para os perfeccionistas).

A releitura de personagens mitológicos ou históricos conhecidos para compor as doze almas foi uma boa escolha: muitas das releituras foram interessantes, além de dar um ar de credibilidade à missão de heroísmo. O modo como o autor desenvolveu as lutas e os diálogos serviu muito bem para desenvolver seu protagonista, com seus anseios, seu passado misterioso e sua motivação para salvar a humanidade. Além dos embates com as almas, há também a relação entre o protagonista e Cacá, que é desenvolvida aos poucos e, por mais improvável que pareça, ambos crescem um com o outro.

A narrativa é muito boa. Com toda a riqueza de detalhes necessária para envolver o leitor, nos introduz ao Limbo e a todos os detalhes que compõem esse mundo de forma bastante interessante. A única coisa que me incomodou é que em alguns momentos o autor utiliza o tempo verbal presente quando deveria ser passado.

O autor conseguiu dar um final diferente do que eu esperava, mostrando mais uma vez que a estrutura escolhida não limitou a história, com uma reviravolta que foi muito interessante, mas apresentada de maneira bastante coerente. Em resumo, Limbo é tão bom quanto a lindíssima capa nos faz crer.

Avaliação:

Trama: 5
Narrativa: 4
Personagens: 4
Caracterização: 5
Coerência: 4
Criatividade: 5
Revisão: 4


Thiago d’Evecque é escritor parceiro do blog, saiba mais sobre ele aqui. Leiam as resenhas dos contos Noir Rarefeito e Robôs, Ninjas e Dinossauros aqui.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...