14 de janeiro de 2015

Retrospectiva 2014 | Destaques do Ano


Este é um post semelhante ao que fiz no ano passado, baseado em algumas tags que vi em outros blogs, em que destaquei algumas de minhas leituras. Como é um post divertido de fazer e acaba destacando livros que foram bons, mas não o suficiente para aparecer em meu TOP 5, resolvi repetir a dose esse ano.

A saga que me conquistou



A Roda do Tempo, de Robert Jordan. Ainda que ao terminar seu primeiro volume eu não tenha ficado com vontade de mergulhar logo de cara no segundo, fiquei curiosa a ponto de colocá-lo em minhas metas para 2015 e, considerando que é uma saga de 14 livros a R$50 cada um, isso não é pouca coisa. Leia a resenha de O Olho do Mundo.

O livro que me fez refletir



Fahrenheit 451, com toda a certeza. Foi meu primeiro livro de ficção científica não voltado a adolescentes, e ainda que tenha sido uma leitura rápida (em apenas uma sentada), me fez divagar bastante após a leitura. Confira sua resenha.

O livro de fantasia que me encantou



Li muitos livros de fantasia esse ano e vários deles me encantaram, mas neste tópico vou destacar Anjos da Morte. Além da temática ligeiramente diferente daquilo que estou acostumada a ler (anjos na segunda guerra mundial), tem uma das cenas mais tristes que já li (quem leu o livro pode adivinhar de qual eu estou falando). Confira aqui a resenha de Anjos da Morte.

Um livro que me decepcionou



Tive várias decepções esse ano, infelizmente, porém a maior delas com certeza foi A Escolha, terceiro volume da trilogia A Seleção. Na resenha expliquei os diversos motivos que me levaram a me decepcionar, mas, em resumo, é uma boa ideia mal aproveitada.

Um livro que me surpreendeu



As Mentiras de Locke Lamora, primeiro volume da série Nobres Vigaristas. Ouvia falar muito bem dele no grupo Livros de Fantasia e Aventura no Facebook, e comprei sabendo que ia gostar. Mas o livro se mostrou muito melhor do que eu esperava, e acabei me tornando mais uma dentro do grupo que sempre o recomenda; leiam a resenha para entender do que estou falando.

O melhor infato-juvenil



Li poucos em 2014, se não me engano apenas 3, mas aquele de que mais gostei entre eles foi Cidade do Fogo Celestial, que optei por não resenhar, mas talvez o faça em uma releitura da série.

A capa mais bonita



Esse ano não li nenhum livro com uma capa particularmente bonita, mas gosto muito da capa de Aprendiz de Assassino. Costumo gostar de capas simplistas, mais do que daquelas que têm fotos bem manipuladas, mas também gosto quando é um desenho bem elaborado e com esse aspecto de pintura.



Personagem mais interessante



Apesar de ter tido muitas decepções literárias, também li excelentes livros e nestes conheci ótimos personagens. Mas creio que o que mais se destaca é Locke Lamora, com seus excelentes disfarces, suas artimanhas inteligentíssimas e, é claro, momentos extremamente engraçados.

Personagem menos interessante


Assim como conheci personagens interessantíssimos, também encontrei outros nem tanto, e não foram poucos. Num primeiro momento pensei em America Singer, de A Seleção, mas depois me lembrei de que ela “ganhara” nesta categoria ano passado, então optei por colocar Tobias Eaton. Não conheci o personagem em 2014, mas foi em Convergente, lido no mesmo ano, que ele mais me decepcionou. Nunca foi um grande personagem, mas nesse livro, como mencionei em sua resenha, em vez de crescer ele regrediu.

Personagem que mais se destacou



Certamente foi Vin, de O Império Final. De ladra extremamente paranoica a Nascida das Brumas, seu crescimento dentro do primeiro volume da trilogia Mistborn foi bastante notável.

Bem, são esses os destaques de 2014. Ainda na próxima semana vocês também conhecerão os meus piores e melhores livros de 2014; aguardem!

4 comentários :

  1. ahhh ainda não li, mas já assisti Fahrenhit 451, tentei até comprar ele no final do ano passado mas o sistema da submarino não deixou eu comprar :(
    Mas enfim de todos os livros que você citou só conheço esse (ahh pera tem Cidade do fogo Celestial que ainda vou ler esse ano, e tem o livro a Seleção eu li a sinopse não me cativou, e ainda tinha o negocio de um triangulo amoroso, ai eu disse não já tive triângulos amorosos literários demais... por isso nem comecei a ler o livro, quem sabe futuramente eu leia...) mas eu gosto disso, quer dizer gosto de ter livros bons que eu não conheça o seu livro favorito que eu não li pode se tornar o meu livro favorito de 2015, eu gosto disso.
    Bom beijos até a próxima.
    Ceci
    https://maniacaporlivros.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu recomendo Fahrenheit 451, acho que é um bom livro para começar a ficção científica. Também recomendo Os Instrumentos Mortais, gostei bastante da saga. Quanto a Seleção, li a trilogia toda por causa da história dos rebeldes e dos ataques, mas o foco é o romance mesmo e todo o restante da história fica em segundo plano. Mas não recomendo mesmo para quem gosta de romance, o triângulo amoroso é bem clichê, assim como a protagonista e a relação entre o príncipe "bonzinho" e o rei "malvado". Porém, quanto aos demais livros citados no post, recomendo todos!
      Abraços e obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Locke Lamora apareceu para ficar mesmo, que baita personagem! O 3º livro deverá chegar em maio no Brasil, estou louco para degustá-lo. Que venha mais sobre os Nobres Vigaristas!!

    http://desbravandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até estou lendo Mares de Sangue mais devagar para não ter de esperar tanto pelo terceiro livro; espero que consiga comprá-lo assim que sair. Locke Lamora é um dos meus personagens favoritos!

      Abraços e obrigada pela visita!

      Excluir

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...