18 de novembro de 2014

[Resenha] O Olho do Mundo

Título: A Roda do Tempo #1 – O Olho do Mundo
Autor: Robert Jordan
Ano de publicação: 2013
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 800
Sinopse: Um dia houve uma guerra tão definitiva que rompeu o mundo, e no girar da Roda do Tempo o que ficou na memória dos homens virou esteio das lendas. Como a que diz que, quando as forças tenebrosas se reerguerem, o poder de combatê-las renascerá em um único homem, o Dragão, que trará de volta a guerra e, de novo, tudo se fragmentará. Nesse cenário em que trevas e redenção são igualmente temidas, vive Rand al’Thor, um jovem de uma vila pacata na região dos Dois Rios. É a época dos festejos de final de inverno — o mais rigoroso das últimas décadas —, e mesmo na agitação que antecipa o festival, chama a atenção a chegada de uma misteriosa forasteira. Quando a vila é invadida por Trollocs, bestas que para a maioria dos homens pertenciam apenas ao universo das lendas, a mulher não só ajuda Rand a escapar, como o apresenta àquela que será a maior de todas as jornadas: ela é uma Aes Sedai, artífice do poder que move a Roda do Tempo, e acredita que Rand seja o profético Dragão Renascido. Aquele que poderá salvar ou destruir o mundo.

O inverno foi longo e rigoroso e parece longe de acabar, ainda assim, os moradores de um pequeno vilarejo nos Dois Rios realizarão o tradicional festejo comemorando a chegada da primavera. Rand era apenas um jovem fazendeiro que veio com seu pai ao vilarejo para encontrar os amigos, Mat e Perrin, e ajudar com os preparativos para a festa. Porém, à noite, a vila é atacada por Trollocs, criaturas que até então todos acreditavam serem lendárias. São ajudados por Moiraine Sedai e seu guardião, Lan, que percebem que o ataque está ligado a Rand, Mat e Perrin e, por isso, decidem levá-los a Tar Valon, onde os três ficarão em segurança. Assim, na companhia de um menestrel e Egwene, amiga dos três garotos e ansiosa por aventuras, partem para sua jornada.

Esse livro me lembrou Senhor dos Anéis em diversos aspectos, mas nem por isso deixou de me agradar. Traz um mundo bem construído e rico em detalhes; os aspectos históricos são revelados aos poucos, assim como os detalhes a respeito da magia e do próprio mundo em si. A trama, que a princípio parece simples, surpreende o leitor mais para o final do livro.

O ritmo é lento em alguns pontos, mas isso foi recompensado com cenas de ação bem escritas e os mistérios que são apresentados aos poucos e aumentam a curiosidade do leitor. As descrições são longas e detalhistas, mas não em excesso, e contribuem para transportar o leitor para a história.

A jornada em si também é descrita de forma detalhada e nos são apresentadas situações que a princípio parecem não contribuir para o enredo, mas em nenhum momento linhas são desperdiçadas com acontecimentos irrelevantes. É possível observar que tudo tem seu propósito, seja para nos apresentar mais um detalhe do mundo criado pelo autor, seja para aumentar a sensação de perigo.

É narrado em terceira pessoa em sua maior parte sob o ponto de vista de Rand, mas a partir de determinado momento é necessário alterná-los, assim temos capítulos com outros personagens e boas oportunidades para conhecê-los em maiores detalhes.

Quanto aos personagens, porém, senti que mereciam um pouco mais de detalhamento. Eles são melhor delineados mais para o final do livro, mas no início a narrativa foca mais na jornada, e senti falta de conhecer suas personalidades um pouco mais a fundo.

O final traz um bom encerramento para o primeiro de 14 volumes. O autor mostrou que, apesar de todos os detalhes que ainda tem para apresentar sobre o universo que criou, não vê necessidade de atrasar os conflitos para ter mais conteúdo para os próximos volumes, e isso me agradou muito. Ademais, apesar de ter achado a conclusão um tanto apressada e até mesmo fácil, fui surpreendida por alguns dos acontecimentos, o que certamente me deixou ansiosa pelo volume seguinte.


Outros livros da saga A Roda do Tempo:
  • A Grande Caçada
  • O Dragão Renascido
  • The Shadow Rising
  • The Fires of Heaven
  • Lord of Chaos
  • A Crown of Swords
  • The Path of Daggers
  • Winter’s Heart
  • Crossroads of Twilight
  • Knife of Dreams
  • The Gathering Storm
  • Towers of Midnight
  • A Memory of Light

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...