14 de outubro de 2014

[Resenha] O Futuro de Nós Dois

Título: O Futuro de Nós Dois
Autor: Jay Asher e Carolyn Mackler
Ano de publicação: 2013
Editora: Galera Record
Número de páginas: 384
Sinopse: É 1996, e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio nos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-ROM da America Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a quinze anos. Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir...

Emma ganhou um novo computador de seu pai como pedido de desculpas por este ter se separado da mãe e casado mais uma vez. Animada com seu presente, ela decide instalar uma conta de e-mail a partir de um CD que ganhou de Josh, um antigo amigo com quem já não se dá tão bem. Porém, quando se conecta à sua nova conta de e-mail, Emma descobre um misterioso site que parece mostrar o futuro: o Facebook.


Desesperada, pois seu eu futuro dá a entender que será infeliz, Emma chama Josh e os dois começam a explorar o site. Após perceber que as situações mudam de acordo com suas decisões no presente, Emma e Josh começam a mudar suas atitudes: ela querendo mudar seu futuro e ele procurando fazer com que aconteça exatamente da maneira como viu no Facebook.

Alternando-se entre os pontos de vista de Emma e Josh (em primeira pessoa) o livro não tem a pretensão de explicar como a protagonista descobriu o Facebook (que apenas seria criado dali a vários anos), mas sim de explorar as consequências dessa descoberta tanto no presente quanto no futuro, não somente de Emma e Josh como também de várias pessoas ao redor. E foi nisso que a história me decepcionou: dada a premissa, havia diversos temas a serem discutidos, mas os autores se limitaram aos conflitos amorosos adolescentes. Ao iniciar a leitura, eu esperava algo mais grandioso.

Porém, o livro traz uma narrativa rápida e fluída e eu o concluí em apenas algumas horas. A alternância de dois pontos de vista em primeira pessoa não confunde o leitor; os autores souberam deixar claros os momentos em que cada um estava narrando, entretanto sem nada de especial em cada uma das narrativas.

Os personagens a meu ver não tinham nada demais. Não são totalmente rasos, porém tampouco foram satisfatoriamente explorados. Como os dois protagonistas narram em primeira pessoa, os demais não são tão detalhados, porém isso não é problema, já que a trama gira em torno dos dois e da obsessão que criaram por seus futuros.

O final não foi surpreendente: foi previsível, mas satisfatório. Há a resolução dos conflitos entre Emma e Josh e do próprio tema proposto dentro do livro, deixando a conclusão de que não vale a pena viver pensando no futuro.

Apesar de esperar mais do livro e de seu enredo, ele me proporcionou uma leitura rápida e uma boa distração; é um bom livro para aqueles momentos em que a mente precisa de algo leve para descansar.



Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...