23 de agosto de 2014

[Meus Projetos] O Segredo de Todos os Mundos

A Saga



A saga intitulada O Segredo de Todos os Mundos divide-se, atualmente, em quatro volumes, em que seus personagens buscam compreender esse segredo e usufruir de todos os benefícios que esses podem lhe trazer. Não direi que segredo é esse pois esse seria um grande spoiler do final do primeiro volume.

Sinopse de As Joias do Caos

Sophia era apenas uma garota prestes a fazer 14 anos cuja única preocupação era enfrentar o segundo semestre letivo e passar nas provas de final de ano. Quando percebe que sua colega Taís está reunindo um grupo de jovens selecionados de maneira aparentemente aleatória, seu orgulho não a deixa se conformar com o fato de permanecer ignorante quanto ao que acontece ao seu redor, por isso decide averiguar. Contudo, aos poucos descobre que o que está acontecendo vai muito além de um grupo misterioso de adolescentes.
Cristina e Claudio, pai de Taís, há muito almejam possuir os Artefatos do Poder, por isso a menina concordou em ajudá-los e os roubou. Como era de se esperar, Sophia estava a par de tudo (ou quase tudo) o que Taís andava fazendo, e, assim como suas amigas, sente que precisa descobrir o motivo de Taís ter roubado os Artefatos do Poder. Porém, Sophia descobrirá que ser tão curiosa talvez não seja uma boa coisa.

Os demais volumes (o segundo na fase de planejamento de sua quarta versão) têm os seguintes títulos (provisórios): A Irmandade do Caos, O Portal da Morte e O Palácio do Caos.


História


Para saber em maiores detalhes, leia os posts discutindo as versões anteriores da saga:


A saga se iniciou com 4 livros, dos quais o primeiro era Desaparecimento ou Assassinato, uma história sobre uma professora que por algum motivo misterioso apresentava a cada semana uma fisionomia diferente. Isso, é claro, despertou a atenção da protagonista, Sophia, e suas amigas. Juntas elas encontraram meios de desvendar os objetivos da professora e ao final do livro descobriram que ela era uma criminosa que estava trabalhando para juntar dinheiro.

Não revelei ao final do livro o motivo de ela juntar dinheiro, pois isso seria explorado nos volumes seguintes. O objetivo dessa criminosa (a principal vilã da saga) é o foco dos demais livros, e detê-la é a tarefa de Sophia.

Diversos motivos me levaram a não publicar esse livro. Em primeiro lugar, não havia muito sentido uma criminosa trabalhar e ganhar honestamente seu dinheiro, ainda mais em uma escola. Além disso, havia diversas outras situações na história que não pareciam muito verossímeis (e tampouco importantes para a saga como um todo), e eu poderia encontrar uma maneira diferente de apresentar a criminosa à protagonista.

Assim, descartei inteiramente o primeiro volume, aproveitando somente a vilã, as protagonistas e alguns dos personagens, optando por iniciar a saga por seu segundo volume.

O segundo volume originalmente se chamava Uma Missão em Outro Mundo e foi escrito à mão, em 2008, pouco depois de eu concluir a escrita de Desaparecimento ou Assassinato (o qual também foi escrito à mão e posteriormente digitado no Word). Contava a história de como Sophia e suas amigas viajaram para uma dimensão paralela (que continha um mundo criado por mim) a fim de resgatar os Artefatos do Poder (na versão original, Pilhas do Poder), os quais tinham sido roubados da diretora de seu colégio por uma garota. Esta garota era filha de Claudio, um dos lacaios da vilã.

Após concluir a primeira versão eu a digitei, alterando algumas coisas, e essa versão digitada se tornou a segunda versão. Em 2010, reli o livro, acrescentei novos personagens e novos capítulos e revisei os antigos, no que se constituiu a terceira versão. Em 2012 escrevi a quarta versão, melhorando esses capítulos e incrementando a história do mundo criado.

A quinta versão — e também a versão final — começou a ser planejada e escrita depois que eu optei por transformar este livro no primeiro da saga, no final de 2013. A trama geral deste livro não foi alterada, exceto pelo fato de Claudio desejar os Artefatos do Poder para um objetivo maior e não simplesmente pela magia que continham (como na versão original) e por esses objetos terem ido parar nas mãos de Dalila (a diretora) por um motivo pertinente e que faz sentido dentro da trama de toda a saga. Diversos acontecimentos pouco verossímeis foram definitivamente descartados, abrindo espaço para os novos arcos, resultantes de uma ideia mais interessante que tive para a saga em geral.

Nesta versão, apresento a vilã de modo diferente, conectando-a ao mundo de Sophia através de Taís (que ainda é a ladra dos objetos mágicos). Parte da história se passa no ambiente escolar, onde eventos estranhos começam a se desenrolar, chamando a atenção de Sophia; a curiosidade insaciável da protagonista faz com que ela mergulhe nas tramoias, sem chance de tornar a se desligar desse mundo. O livro ganhou um novo título: As Joias do Caos.

Aquele que seria o terceiro volume se chamou Os Três Pingentes, A Guerra dos Objetos Mágicos e, por fim, A Irmandade do Caos, que é o título da versão em fase de planejamento (e agora o segundo volume). Sua primeira versão, escrita à mão em 2009, contava a história de como Sophia adquiriu objetos mágicos para curar sua mãe de uma doença misteriosa.

Os objetos mágicos ainda existem, assim como a doença, mas agora por motivos diferentes e totalmente relacionados à trama. Além da versão escrita à mão, teve mais duas versões, sendo que esta que estou planejando é sua quarta versão.

O que era originalmente o quarto volume (e agora é o terceiro) estava planejado para ser o último livro da saga em sua versão original. Após concluir sua primeira versão percebi que a resolução que tinha dado não era exatamente uma resolução e que os inimigos não seriam vencidos por conta do acontecido. Assim, adicionei um novo volume, que daria conta de acabar de vez com os inimigos e tinha um embate mágico no final. As Sete Batalhas e A Batalha dos Elos Mágicos chamam-se agora O Portal da Morte (meu título favorito, apesar de não seguir o padrão da saga) e O Palácio do Caos e são, respectivamente, o terceiro e quarto volumes.

Sobre as personagens


Sophia e suas quatro amigas (Helen, Mirella, Letícia e Larisse) eram originalmente personagens de quadrinhos, os quais gostava de desenhar quando criança. Uma dessas histórias originou meu primeiro livro, Desaparecimento ou Assassinato, onde utilizei essas mesmas personagens. Nas primeiras historinhas apenas utilizava quatro personagens, sendo que Sophia (que ironicamente se tornou a protagonista de O Segredo de Todos os Mundos) foi a que criei por último e muitas vezes agiu como antagonista com sua fama de “chata e arrogante”. Em O Segredo de Todos os Mundos ela não é nenhuma flor que se cheire, mas por enquanto tem trabalhado na equipe do bem.


Os demais protagonistas foram criados quando escrevi pela primeira vez o livro que tinha como título Os Três Pingentes. Inicialmente não tinham tanta importância quanto Sophia, mas conforme ia criando as novas versões seus papéis foram se tornando mais importantes, e na última reformulação da saga eles foram elevados a protagonistas e um deles até mesmo passou a aparecer no primeiro volume.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...