25 de julho de 2013

Resenha | Jogos Vorazes

Título: Jogos Vorazes (Jogos Vorazes #1)
Autora: Suzanne Collins
Ano de publicação: 2010
Editora: Rocco
Número de páginas: 397
Compre: Amazon| Submarino | Saraiva
Sinopse (Skoob): Após o fim da América do Norte, uma nova nação chamada Panem surge. Formada por doze distritos, é comandada com mão de ferro pela Capital. Uma das formas com que demonstram seu poder sobre o resto do carente país é com Jogos Vorazes, uma competição anual transmitida ao vivo pela televisão, em que um garoto e uma garota de doze a dezoito anos de cada distrito são selecionados e obrigados a lutar até a morte! Para evitar que sua irmã seja a mais nova vítima do programa, Katniss se oferece para participar em seu lugar. Vinda do empobrecido distrito 12, ela sabe como sobreviver em um ambiente hostil. Peeta, um garoto que ajudou sua família no passado, também foi selecionado. Caso vença, terá fama e fortuna. Se perder, morre. Mas para ganhar a competição, será preciso muito mais do que habilidade. Até onde Katniss estará disposta a ir para ser vitoriosa nos Jogos Vorazes?

A trama de Jogos Vorazes se passa em um futuro não definido, em um novo país chamado Panem, localizado onde antigamente existia a América do Norte. Panem é resultado de diversas guerras e desastres naturais, e é dividido em 12 distritos, comandados rigidamente pela Capital. A principal maneira de a Capital demonstrar esse controle sobre os distritos é com os Jogos Vorazes, evento realizado anualmente, em que são recolhidos de cada distrito duas crianças (chamadas tributos), uma menina e um menino, totalizando vinte e quatro tributos que são deixados em uma arena para matar uns aos outros até que reste um vencedor, enquanto o evento é transmitido pela televisão para todo o país.

Essa trama é narrada em primeira pessoa sob o ponto de vista da protagonista, Katniss Everdeen, de 16 anos. Ela mora no distrito 12 (o mais miserável dentre todos) com a irmã de 12 anos, Prim, e sua mãe, e evita que sua família morra de fome indo caçar ilegalmente na floresta que circunda os limites do distrito. Tudo começa no dia da colheita (uma cerimônia onde se sorteia os tributos de cada distrito a participarem dos Jogos Vorazes daquele ano), onde o nome de Prim, que com apenas 12 anos está participando da colheita pela primeira vez, é sorteado. Katniss se voluntaria a tomar o lugar da irmã, e é levada, junto a Peeta Mellark (o tributo masculino sorteado), à Capital, sem esperanças de ganhar os Jogos e tornar a ver a família.

Na Capital, somos apresentados a uma situação bastante contrastante à dos distritos. Enquanto nos distritos a maior parte das pessoas mal possui meios de se alimentar e para as quais os Jogos Vorazes são um pesadelo, na Capital, onde a comida e todos os demais recursos são abundantes, as pessoas são fúteis, alteram seus corpos cirurgicamente apenas por questões estéticas (muitas das quais chegam a apresentar um visual grotesco), apenas se preocupam com festas e comemorações e veem os Jogos Vorazes como um entretenimento. Como consequência, os residentes da Capital não percebem (ou não se incomodam) como a vida é difícil nos distritos, e como estes estão irremediavelmente submissos ao controle do presidente Snow, que é quem governa o país. Outro contraste bastante interessante é que, enquanto a vida na Capital é repleta de tecnologia (com direito a manipulação genética, energia elétrica em abundância e remédios eficazes), nos distritos as pessoas vivem de maneira bastante rústica. Como exemplo, para alimentar sua família Katniss precisa caçar na floresta com arco e flecha, e no distrito 12 as pessoas passam a maior parte do dia sem energia elétrica.

Ao chegarem à Capital, os tributos são preparados por seus estilistas a fim de se apresentarem para toda a população da Capital, e Katniss e Peeta, preparados por Cinna, surpreendem a todos com suas roupas flamejantes (o que rende a Katniss o apelido de “garota quente”). Durante os dias subsequentes, ficam confinados no Centro de Treinamento, onde têm a chance de aprenderem algumas habilidades de luta e sobrevivência antes de irem para a arena. Passam por diversos eventos (como por exemplo entrevistas) que provavelmente se destinam a dramatizar os Jogos Vorazes, e finalmente são deixados na arena. Katniss então deve lutar para sobreviver.

A partir desse ponto, passamos a acompanhar Katniss na arena, seus esforços para conseguir água e comida e se defender dos demais tributos, em sua maioria mais fortes e mais bem alimentados que ela. Aos poucos, detalhes são revelados acerca de Panem ou da vida de Katniss, sem deixar de lado as inquietações da personagem quanto à sua sobrevivência e suas reflexões a respeito de seu parceiro de distrito, Peeta, que a cada momento lhe desperta um sentimento e um julgamento distinto e a deixa sem saber o que pensar, o que contribui para manter o mistério da história.

Coisas inusitadas acontecem ao longo dessa edição dos Jogos Vorazes, tudo para prender a audiência dos telespectadores da Capital, e o final, embora em parte previsível, deixa um gancho para os próximos volumes, afinal, Katniss não imaginava que uma decisão tão simples quanto a que tomou desencadearia tantos problemas, que poderiam causar a ela e à sua família muito sofrimento.

O livro possui uma narrativa rápida e fluída, com linguagem simples e momentos de tensão que o instiga a virar as páginas. O tempo verbal da narração é o presente, algo que de início parece estranho, embora seja possível se acostumar ao longo do livro. Ademais, a complexidade da sociedade idealizada pela autora é bastante interessante, e bastante detalhada, e percebe-se que há uma crítica à nossa sociedade atual. Ela também não se esquece de detalhar as reações dos personagens aos mais diversos acontecimentos, e todos eles, especialmente Katniss, são muito bem construídos.

Embora não seja aquele fenômeno que todos afirmam ser e não justifique toda a balbúrdia feita na internet, é um livro que vale a pena ser lido, que o fará ansiar pelo próximo volume.

★ ★ ★ ★ ☆

A trilogia:


Assine a newsletter!
Receba em seu e-mail, mensalmente, novidades para escritores, leitores e blogueiros, conteúdo exclusivo e os últimos posts do SI&F.

ou siga as atualizações do blog nas redes sociais:
Facebook | Twitter | Google + | Instagram | Pinterest

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para deixar opiniões, dúvidas e sugestões. Se tiver um blog, deixe o link ao final de seu comentário para que eu possa visitá-lo.

Ao comentar, tenha bom senso (ou leia isto), de modo a evitar que seu comentário não seja publicado.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...